A AVE e o Solstício…

Em 2019 o solstício de verão acontece no dia 21 de Junho, uma sexta-feira. 

No hemisfério norte, o dia do solstício do verão corresponde ao dia mais longo do ano (em Guimarães o sol nasce às 06:00h e tem o ocaso às 21:10h). É o dia que marca o início do verão, e é o momento em que o Sol atinge a maior declinação em latitude, medida a partir da linha do Equador.

Festejado desde tempos imemoriais, o solstício comemora o Sol, a Luz e o Fogo, a fertilidade e a celebração da vida.

Desde 2013 que a AVE marca o solstício de verão na Penha, juntando todos aqueles que querem entrar no verão em harmonia com a Terra, contemplando com calma o entardecer deste dia e a chegada da noite mais curta do ano. 

Neste “sonho de uma noite de verão” subimos à Penha de teleférico, fazemos ioga, lemos poesia, merendamos, contemplamos o pôr-do-sol, e depois descemos tranquilamente à cidade.

Programa

  • Subida de teleférico (encerra às 18:30h – o bilhete custa 1€ para residentes e 4€ para os não residentes no concelho);
  • Local: penedo junto ao Pio IX
  • Sessão de Ioga 
  • Poesia na Penha (traga consigo se quiser ler) 
  • Piquenique ligeiro 
  • Descida:

            A: guiada a pé até ao centro da cidade: devem levar lanterna e roupa e calçado adequados

           B: percurso de bicicleta pelas ciclovias da cidade (+- 15 km) – capacete, luzes e colete reflector obrigatórios

  • Brinde ao Verão no centro histórico

Para mais informações acompanhe e divulgue o evento na página da AVE no Facebook.

Anúncios

Caminhada Esmoriz- Miramar

No próximo dia 16 de junho de 2019, a AVE – Associação Vimaranense para a Ecologia – vai organizar mais uma caminhada para todos os sócios e amigos, na marginal sul da Costa Verde.

O percurso é linear e terá início na parte oriental da Barrinha de Esmoriz/Lagoa de Paramos e fim em Miramar. 

A viagem será feita de comboio com partida de Guimarães às 08:48h e destino a Esmoriz. O regresso será igualmente de comboio com partida da estação de Miramar e chegada prevista a Guimarães às 19:37h.

A CP Oferece condições especiais para viagens em grupo, sendo necessária a reserva e aquisição antecipada dos bilhetes.

Inscrição

Cada participante deverá inscrever-se na caminhada até ao dia 9 de junho, para que a AVE possa adquirir o bilhete de grupo com a necessária antecedência.

A inscrição terá o custo de 2 euros para sócios e de 3 euros para não sócios com bilhete incluido.

Quem não pretender inscrever-se poderá igualmente participar na caminhada, podendo adquirir o bilhete individual no próprio dia por sua conta e pagando o custo normal, acrescido de 1 euro para os não sócios.

O pagamento será efectuado no momento da entrega do bilhete.

Tenha em atenção que só deve inscrever-se se estiver convicto de que vai participar na caminhada, pois, faltando, a CP não reembolsa o valor dos bilhetes não utilizados.
Inscreva-se aqui!

Data limite da inscrição: até às 24h do dia 9 de junho

Adira e Partilhe o evento da caminhada no Facebook e fique a par de todas as informações até à data do evento.

Roteiro

A dificuldade deste percurso é fácil, com 16 km. A maior parte da caminhada é feita em passadiços de madeira, sendo a parte inicial sobre a marginal da lagoa, onde a beleza natural encanta quem a percorre.

A Barrinha de Esmoriz/Lagoa de Paramos é uma área protegida e um santuário de biodiversidade, estando integrada na “Rede Natura 2000”.

O observatório de avifauna e a famosa ponte da lagoa permitem observar para além das aves e da fauna, uma paisagem singular.

De Paramos até Miramar, o percurso tem sempre o mar como paisagem de fundo, onde uma das suas praias nos irá acolher para o piquenique.

O percurso passa por Espinho, Granja, Ajuda, terminando junto à capela do Senhor da Pedra em Miramar.

Logística

O ponto de encontro será na estação de comboios de Guimarães às 08:30h para distribuição dos bilhetes.

Tenha em atenção que o comboio parte impreterivelmente às 08.48h.

A meio do percurso faremos o piquenique.
Devem trazer farnel para almoço, água em quantidade necessária e algum reforço.

Devem levar roupa e calçado adequado às condições climatéricas. Aconselha-se ainda a aplicação de protector solar e uso de chapéu.

Ficha técnica

  • Distância: 16 km
  • Dificuldade: fácil
  • Duração estimada: 6:30h – incluindo pausa para piquenique 
  • Âmbito: Histórico-cultural, ambiental e paisagístico.
  • Ponto de encontro: estação de comboios de Guimarães às 08:30h.

NOTA: esta caminhada não inclui seguro e pode ser alterada por razões externas à organização.

Para alguma eventualidade em que seja necessário contactar a organização, podem ser usadas duas alternativas: info@ave-ecologia.org (e-mail) ou 912 840 699 (telefone).

Trilho dos Canos de Água – Caminhada

AVE – Associação Vimaranense para a Ecologia, vai promover mais uma caminhada a realizar no dia 19 de Maio de 2019 que nos levará pelo “Trilho dos Canos de água” em Viana do Castelo.

O percurso inicia-se junto ao Santuário de Santa Luzia e brinda-nos logo aí com uma panorâmica magnífica sobre a cidade de Viana do Castelo, o Rio Lima e a Costa Atlântica. 

A igreja de Santa Luzia, a Citânia de Santa Luzia e o cenário da foz do Lima são os principais motivos de interesse deste trilho.

Caminharemos junto aos canos de água, deparando-nos a dada altura do percurso com os “Arcos do Fincão” – dois imponentes arcos de pedra paralelos que fazem parte de um complexo sistema de abastecimento de água da cidade e que sustentam ainda hoje canos de água. Estes com origem em várias minas na encosta poente da Serra de Santa Luzia.

Santa Luzia – Viana do Castelo

Adira e Partilhe o evento da caminhada no Facebook e fique a par de todas as informações até à data do evento.

Não é necessária inscrição na caminhada. Basta aparecer!

A caminhada é gratuita para os associados da AVE com quotas em dia e terá o custo simbólico de 1 euro para os restantes participantes.

NOTA: esta caminhada não inclui seguro e pode ser alterada por razões externas à organização.

Roteiro

O percurso é circular, tendo início e fim junto ao Santuário de Santa Luzia – Viana do Castelo.

A dificuldade deste percurso é fácil, com 10,7 km. O trajeto é feito boa parte por caminhos florestais com algumas pedras soltas e presença de algum tojo – vulgo mato, pelo que se recomenda uso de vestuário e calçado adequado às condiçõ

Pontos de interesse: um dos principais pontos de interesse deste trilho são o Santuário de Santa Luzia, os Arcos do Fincão e Aqueduto – Ribeira a Azenha e Cascata, aldeia de S. Mamede, a Casa do Radar, o Parque de Lazer, a Carreira de Tiro, o Miradouro e a Citânia de Santa Luzia.

Logística

A caminhada iniciará às 09:30h junto ao Santuário de Santa Luzia em Viana do Castelo, Para quem preferir partilhar transporte, haverá um ponto de encontro prévio junto à entrada do Campus da Universidade do Minho, em Azurém, às 07:45h. Recomendamos a partilha de automóvel, para diminuirmos a pegada ecológica desta atividade.

Para alguma eventualidade em que seja necessário contactar a organização, podem ser usadas duas alternativas: info@ave-ecologia.org (e-mail) ou 912 840 699 (telefone).

Ficha técnica

  • Distância: 10,7 km
  • Dificuldade: fácil
  • Duração estimada: 7 horas incluindo pausa para piquenique 
  • Âmbito: Histórico-cultural, ambiental e paisagístico.

Devem trazer farnel para almoço, água em quantidade necessária e algum reforço (fruta, bolachas…)

Caminhada: Abadia – Santa Isabel do Monte

A AVE – Associação Vimaranense para a Ecologia completa 18 anos de existência no dia 10 de abril. Para comemorar este aniversário, vai realizar uma caminhada pelas Montanhas de Santa Isabel, entre os concelhos de Amares e Terras de Bouro, no domingo dia 14 de abril de 2019.

O percurso é circular, tendo início e fim junto ao Santuário de Nossa Senhora da Abadia – Terras de Bouro

Partiremos do parque de estacionamento da zona das cascatas e iremos montanha acima, por caminhos de piso irregular, com muitas pedras, húmido e escorregadio, sendo recomendável o uso de calçado adequado às condições do piso.

A caminhada no seu conjunto tem subidas e descidas bastante acentuadas, com alguma exigência física.

Uma boa parte do percurso acompanha cursos de água onde surgem alguns moinhos de água e pequenos bosques de carvalhos. Os caminhos surpreendem-nos com rebordos floridos por entre uma floresta de rara beleza.

As montanhas de cume arredondado, os vários cursos de água com as suas cascatas e levadas, as aldeias típicas e ancestrais com os seus espigueiros e animais “passeando” à solta com verdes prados no horizonte, e as muitas variações da paisagem, tornam este trilho ímpar pela sua diversidade paisagística. 

Ao longo da caminhada, assistiremos a uma sensação de paz e tranquilidade interior. Tudo o que o nosso corpo e alma necessitam para estarmos bem.

Para quem aprecia a natureza e diversidade fazer este percurso será uma experiência inesquecível.

Adira e Partilhe o evento da caminhada no Facebook e fique a par de todas as informações até à data do evento.

Não é necessária inscrição na caminhada. Basta aparecer!

A caminhada é gratuita para os associados da AVE com quotas em dia e terá o custo simbólico de 1 euro para os restantes participantes.

NOTA: esta caminhada não inclui seguro e pode ser alterada por razões externas à organização.

Roteiro

O percurso é circular, tendo início e fim junto ao Santuário de Nossa Senhora da Abadia.

A dificuldade deste percurso é média, com 13,2 km e subidas algo exigentes, o trajeto é feito boa parte em caminhos rurais e florestais com alguma lama e pedras soltas.

Pontos de interesse: um dos principais pontos de interesse deste trilho são os seus vários moinhos de água restaurados.

O Centro interpretativo na antiga escola de Monte, os vários espigueiros e a Igreja de Santa Isabel do Monte situada a 745m de altitude.

Logística

A caminhada iniciará às 09:00h junto ao Parque Nossa Senhora da Abadia, Para quem preferir partilhar transporte, haverá um ponto de encontro prévio junto à entrada do Campus da Universidade do Minho, em Azurém, às 07:45h. Recomendamos a partilha de automóvel, para diminuirmos a pegada ecológica desta atividade.

Para alguma eventualidade em que seja necessário contactar a organização, podem ser usadas duas alternativas: info@ave-ecologia.org (e-mail) ou 912 840 699 (telefone).

Ficha técnica

  • Distância: 13,2 kms
  • Dificuldade: média com algumas subidas algo exigentes
  • Duração estimada: 7 horas incluindo pausa para pique nique 
  • Âmbito: Histórico-cultural, ambiental e paisagístico.

Devem trazer farnel para almoço, água em quantidade necessária e algum reforço (fruta, bolachas…)

Caminhada: Na Senda do Castelo de Penafiel de Bastuço – Braga

A AVE – Associação Vimaranense para a Ecologia vai promover mais uma caminhada a realizar no dia 24 de março que nos levará ao concelho vizinho de Braga. 

O trilho com o nome “Senda do Castelo de Penafiel de Bastuço” tem início na Freguesia de Passos (São Julião).

O povo antigo de S. Julião de Passos (outrora S.Julião de Palácios) guardou muitas lendas sobre uma fortaleza militar, ao qual apelidavam de Castelo de Mouros. Mais tarde foi anunciado como o local do Castelo da Pena ou atualmente Penafiel de Bastuço procurado desde longa data. 

Este trilho cheio de lendas e histórias que nos acompanham quilómetro a quilómetro leva-nos a conhecer o local de um dos mais de vinte castelos que existiam nos séc. XI a XIV entre Minho e Douro. 

O local deste castelo está envolvido numa das mais bonitas paisagens tipicamente minhotas. Podendo ainda serem observadas várias espécies de macieiras minhotas em fase de plantação.

O trilho é feito sobretudo em caminhos agrícolas e florestais que atravessam o vale do rio Labriosque e percorrem a vertente Este do monte Eiro, contactando com infindáveis tons verdes que por certo nos levarão o nosso imaginário para além de um simples passeio…

Adira ao evento da caminhada no Facebookhttps://www.facebook.com/events/2250293548392461/ e fique a par de todas as informações até à data do evento.

Não é necessária inscrição na caminhada. Basta aparecer!

A caminhada é gratuita para os associados da AVE com quotas em dia e terá o custo simbólico de 1 euro para os restantes participantes.

NOTA: esta caminhada não inclui seguro e pode ser alterada por razões externas à organização.

Roteiro

Este percurso é circular, tem início e fim junto a Igreja Paroquial de São Julião de Passos.

A dificuldade deste percurso é média (grau 3 numa escala 0 a 5), com 10,2 km, duas subidas com um desnível positivo de 480m, o trajeto é feito boa parte em caminhos rurais e florestais com alguma lama.

Pontos de interesse: Junta de Freguesia de Passos (São Julião), Zona florestal da Redonda, Casarão do lugar da Senra, Carvalhais, Vale do Labriosque, Penedo do Castelo de Bastuço, Conjunto rural da Torre, Igreja Paroquial de São Julião de Passos.

O percurso tem algum piso escorregadio e com pedras soltas. Poderá também haver alguns charcos, pelo que se recomenda o uso de roupa e calçado apropriado.

Logística

Pretendemos iniciar a caminhada às 09:30h, junto à Igreja Paroquial de São Julião de Passos, coordenadas:(41.527938,-8.498866) . Para quem preferir partilhar transporte, haverá um ponto de encontro prévio junto à entrada do Campus da Universidade do Minho, em Azurém, às 08:30h. Recomendamos a partilha de automóvel, para diminuirmos a pegada ecológica desta atividade.

Para alguma eventualidade em que seja necessário contactar a organização, podem ser usadas duas alternativas: info@ave-ecologia.org (e-mail) ou 912 840 699 (telefone).

Ficha técnica

  • Distância: 10,2 kms
  • Dificuldade: média com algumas subidas algo exigentes
  • Duração estimada: 7 horas incluindo pausa para pique nique 
  • Âmbito: Histórico-cultural, ambiental e paisagístico.