Rolamento e abate de árvores na Lapinha

No inicio deste ano fomos alertados por um associado, para a “barbárie” que a Irmandade da Lapinha cometeu nos terrenos circundantes da sua igreja. O que lá se passou é sem dúvida um crime ambiental incompreensível. Mais de meia centena de árvores de várias espécies e idades foram severamente mutiladas ou decepadas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Estas mutilações (numa escala menos grave) repetem-se um pouco por todo o concelho, o que nos leva a questionar:

  1. Com que critérios se fazem esses rolamentos a que chamam podas?
  2. Que formação técnica tem quem as realiza?
  3. Algum técnico com formação acompanha essas ações?

Questões que serão colocadas oportunamente a quem de direito.

Vejam o exemplo no local onde a pedagogia devia imperar

Horta pedagógica

Para que se compreenda o que está em causa, partilhamos um pequeno excerto do programa Biosfera sobre a gestão de árvores em meio urbano.

Biosfera gestão de árvores em meio urbano from Farol de Ideias on Vimeo.

Anúncios

Árvores de interesse público em Guimarães

Guimarães esteve 58 longos anos com apenas duas classificações de árvores de interesse público. Uma das classificações (1940) refere-se aos 3 hectares do parque do Mosteiro de Santa Marinha da Costa, sendo a outra (1953) a da conhecida e maltratada carvalheira do Regalo em Serzedelo.

No passado dia 17 de Junho foram classificadas mais quatro zonas, abrangendo um total de vinte e três árvores.

  

 

Clique nas imagens para mais informação.

 Lista completa das árvores classificadas de interesse público em Guimarães

Oficina das árvores

A AVE realizou a 11/03/2011 na Escola EB 2,3 Afonso Henriques, em Creixomil,  uma Oficina das Árvores, dirigida a professores desta escola.

Pretendeu-se nesta oficina abordar aspectos da integração das árvores no espaço urbano e nos equipamentos escolares, e fazer uma viagem estética e botânica em torno das principais espécies presentes no recinto da escola.