Caminhada: Nascente do Rio Este

Domingo, dia 23 de fevereiro de 2020 vamos novamente caminhar no concelho de Braga, dando a conhecer melhor a sua paisagem natural e construída.

O percurso é circular, tendo início e fim no “Parque de Merendas das Cambas” em Este – São Pedro.

Encosta acima, pela Serra do Carvalho, com a paisagem do verde vale e encosta nordeste do Bom Jesus do Monte, passando pela capela de São Sebastião, percorrendo um pouco da antiga via Romana XVll que ligava Braga a Astorga por Chaves, alcançaremos a nascente do rio Este, a qual tem uma aprazível envolvente natural.

A partir da nascente subiremos a Serra dos Picos até ao Pico do Crasto, onde faremos o piquenique desfrutando de uma paisagem ímpar podendo ainda contemplar o horizonte desde o Mar até ao Gerês com o magnífico vale que envolve o rio Este.

Ao descer a montanha passaremos junto do Monumento do Sagrado Coração de Jesus no Chamor que, com a sua altura e escadaria se evidencia numa encosta arborizada e de declive acentuado.

O resto do trilho irá conduzir-nos ao ponto de partida através da montanha. Pelos verdes campos e ruelas rurais, com passagem pela Igreja de Este – São Mamede.

Saída de Guimarães: 08:45h – junto à Universidade do Minho em Azurém;

Início da Caminhada: 09:30h –no Parque de Merendas das Cambas (junto ao Campo do “Este Futebol Clube”);

Grau de dificuldade: moderado;

Distância a percorrer: 12Km;

Duração estimada da atividade: 6 horas;

Devem trazer farnel para o almoço, algum reforço e água em quantidade necessária.

Não é necessára inscrição na caminhada. Basta aparecer!

A caminhada é gratuita para os associados da AVE com as quotas em dia e terá um custo simbólico de 1euro para os restantes participantes.

Nota: esta caminhada não inclui seguro e pode ser alterada por razões externas à organização.

Consulte e divulgue este evento na página da AVE no Facebook

Rota do Milénio – Caminhada

AVE – Associação Vimaranense para a Ecologia vai realizar mais uma caminhada no próximo dia 26 de Janeiro de 2020 que nos levará até à freguesia milenar de Cepães em Fafe.

O trilho com o nome de Rota do Milénio, terá inicio e fim junto ao parque da igreja de S. Mamede (Largo da Igreja de Cepães).

Daí partiremos ao encontro de um misto de paisagens rurais e montanhosas tipicamente minhotas.

Iniciaremos o trilho em direção a um apeadeiro que ainda mantém alguns traços da antiga linha ferroviária seguindo por um quelho que a natureza ainda se encarrega de preservar. Seguiremos por uma calçada românica que nos conduzirá ao alto da montanha para apreciarmos as serras que nos rodeiam (serras de Fafe, serra da Cabreira e montanha da Penha).

Deixaremos o alto da montanha à procura das águas cristalinas do rio Vizela em direção à ponte do Cancelo – seguindo pelo complexo turístico de Rilhadas, até chegarmos à parte mais rural do percurso passando pela mina das Travessas e a ponte do Prego que tantas gerações viu passar.

Nas águas transparentes e cheias de força repousa um moinho recentemente reconstruido.

Terminaremos passando pelo parque Rural de Cepães até à capela de Nossa Senhora de Guadalupe.

Hora/ Local de encontro: 09:15h em frente a entrada da Universidade do Minho Azurém.

Hora/ Partida caminhada: 10:00h no parque da igreja de S. Mamede (Largo da Igreja de Cepães)

Duração da caminhada: 6 horas incluindo pausa para piquenique

Distância: 10 kms

Dificuldade: fácil a media – percursos com piso incerto, muita gravilha solta e alguma subida.

Devem trazer farnel para almoço como reforço e agua em quantidade necessária.

Não é necessária inscrição na caminhada. Basta aparecer!

A caminhada é gratuita para os associados da AVE com quotas em dia e terá o custo simbólico de 1 euro para os restantes participantes.

Consulte e divulgue este evento na página do Facebook

Caminhar em Guimarães: Creixomil – Fermentões, pelas margens do Rio Selho

A AVE – Associação Vimaranense para a Ecologia, no âmbito das Ecorâmicas 2019, vai realizar no domingo dia 20/10/2019 uma caminhada pelas margens do Rio Selho, entre Creixomil e Fermentões, de sensibilização para o problema da poluição da água dos rios.

Esta será também uma oportunidade de conhecermos melhor o património natural e edificado desta parte da cidade.

O percurso é circular tendo início e fim junto ao Pavilhão Multiusos em Creixomil, Guimarães.

Logo no início da caminhada vamos atravessar a horta pedagógica e o rio de Couros. Depois subir em direção à Senhora da Luz e descer até ao Rio Selho.

Esta primeira parte do percurso até ao rio tem uma paisagem multifacetada onde alguns antigos bairros habitacionais ainda perduram.

Ao longo do rio teremos oportunidade de ver edifícios que albergavam moinhos e as levadas que os alimentavam.

No regresso passaremos junto da quinta da Covilhã, onde as suas vinhas embelezam a paisagem.

Depois de passar ao lado do Laboratório da Paisagem e Ponte Romana, cruzaremos o antigo “Caminho Real” que ligava Guimarães a Vila do Conde e percorreremos a Veiga de Creixomil, onde a agricultura ainda marca alguma presença.

Ponto de encontro: 08:30h junto ao Multiusos e Horta Pedagógica em Guimarães

Início da caminhada: 08:45

Distância a percorrer: 7 Km

Grau de dificuldade: fácil

Duração estimada: 3 horas

Não haverá piquenique, mas cada participante deve levar água e reforço alimentar.

Recomenda-se o uso de calçado adequado a piso escorregadio.

Esta Caminhada é gratuita e não é necessária inscrição. Basta aparecer!

Nota: esta caminhada não inclui seguro e pode ser alterada por razões externas à organização.

Caminhar em Guimarães: de Souto a Garfe – pela montanha e margens do rio Ave

No próximo dia 22 de setembro de 2019, vamos voltar ao “Caminhar em Guimarães” para dar a conhecer um pouco melhor a parte norte do concelho, na zona de fronteira com o vizinho concelho da Póvoa de Lanhoso.

Num ambiente urbano e rural, caminhando pela montanha e margens do Ave, os caminheiros serão brindados e surpreendidos com uma diversificada e linda paisagem, passando pelas freguesias de Souto Santa Maria, Gondomar e Donim, do concelho de Guimarães, e de Garfe, Campos e Santo Emilião, da Póvoa de Lanhoso.

O percurso é circular, tem início e fim no parque de lazer de Souto Santa Maria.

Na parte inicial do percurso, iremos subir um pouco o monte de São Simão, passar junto a uma das polémicas pedreiras de Gondomar, caminhar a meia encosta e contemplar a vasta planície.

Descendo a encosta pelos seus estreitos e diversificados caminhos, por entre casas e quintais, chegaremos à igreja matriz de Gondomar.

Entraremos em caminhos rurais, os quais nos conduzirão até Garfe, onde vamos encontrar a capela de São Roque. Esta freguesia situa-se já no concelho da Póvoa de Lanhoso e é uma das duas únicas situadas na margem esquerda do Ave.

A partir daqui e até à ponte em Campos caminharemos por caminhos de serventia agrícola na margem esquerda do rio Ave, numa peculiar envolvência natural e rural.

Pela borda dos campos agrícolas, junto ao rio em estrada rural iremos até ao parque de lazer de Gondomar, onde faremos o habitual piquenique.

O regresso até ao local de partida será feito junto ao rio Ave, pela margem direita, por terras de Santo Emilião e Donim.

Grau de dificuldade: fácil/média;

Distância a percorrer: 13Km;

Duração da caminhada: 6:00 horas;

Saída de Guimarães: 08:30h junto à Universidade do Minho em Azurém;

Início da caminhada: 09:00 horas – Parque de lazer de Souto Santa Maria;

Cada participante deve levar: farnel e água em quantidade necessária.

Adira e divulgue o evento da caminhada no Facebook e fique a par de todas as informações até à data do evento.

Caminhada Feira da Terra

No próximo dia 13 de julho, a AVE volta a colaborar na Feira da Terra (organização da ADCL – Associação para o Desenvolvimento das Comunidades Locais), com uma caminhada pelo território Torcatense.

Todos os anos procuramos inovar e dar a conhecer zonas menos conhecidas desse belo vale.

Desta vez, iremos explorar uma encosta de São Torcato com subida à popular “Pedra Fina”, uma zona de floresta um pouco descaracterizada devido às plantações de eucalipto e à rede de Alta Tensão que tem um poste mesmo nessa zona, onde se pode encontrar um marco geodésico.

De qualquer maneira neste percurso podemos perceber o quão próximos podemos estar de paisagens que nos permitem um contacto privilegiado com a natureza.

Nesta caminhada procuramos deixar uma marca positiva e um alerta com a limpeza do lixo que iremos encontrar nos primeiros metros de caminhada.

Apesar da caminhada ser curta e terminar previsivelmente antes das 13h, não havendo portanto piquenique, recomendamos que tragam um lanche da manhã e água suficiente para eventuais altas temperaturas.

Adira e divulgue o evento da caminhada no Facebook e fique a par de todas as informações até à data do evento.

Logística

O ponto de encontro será no Terreiro de São Torcato às 09.00h – junto ao coreto.

Devem trazer lanche e água em quantidade necessária.

Devem levar roupa e calçado adequado às condições climatéricas.

Aconselha-se ainda a aplicação de protector solar e uso de chapéu, caso as condições climatéricas assim o exijam.

Ficha técnica

  • Distância: 10 km
  • Dificuldade: média
  • Duração estimada:  3h – incluindo pausa para lanche.
  • Âmbito: Histórico-cultural, ambiental e paisagístico.
  • Ponto de encontro: junto ao coreto no Terreiro de São Torcato às 09:00h.

Não é necessária inscrição na caminhada. Basta aparecer!

NOTA: esta caminhada não inclui seguro e pode ser alterada por razões externas à organização.

Para alguma eventualidade em que seja necessário contactar a organização, podem ser usadas duas alternativas: info@ave-ecologia.org (e-mail) ou 912 840 699.