BALANÇO

Cinco anos passados desde Abril de 2001, data da constituição da AVE, podemos em jeito de balanço afirmar que o movimento cívico e ambientalista local e globalmente apresenta sofríveis níveis de participação dos cidadãos, sendo pertinente questionarmo-nos se por falta de vitalidade das organizações se por uma manifesta falta de envolvimento das populações nas causas públicas.

Relativamente à AVE, podemos afirmar que a nossa actividade teve duas dinâmicas distintas no que concerne à participação dos cidadãos, associados ou não.

A primeira mais participada, em redor das actividades lúdicas e de sensibilização para o património ambiental, materializadas nos trilhos interpretativos organizados regularmente pela AVE no e fora do concelho.

A segunda com níveis de participação bem mais baixos organizou-se em redor da elaboração e divulgação de documentos relativos aquelas que considerávamos as melhores e mais sustentáveis opções para o desenvolvimento sócio-económico e ambiental do concelho e cidade.

Neste registo, podemos elencar em primeiro lugar a elaboração da proposta de corredor verde da AVE, integrada na revisão do Plano Director Municipal de Guimarães, agregando a montanha da Penha, a cerca conventual do mosteiro, o parque da cidade e a ciclovia Guimarães-Fafe.

Neste documento que envolveu membros direcção da AVE e outros exteriores à associação, entre eles alguns ligados ao Departamento de Geografia e Planeamento da Universidade do Minho, conseguimos elaborar uma proposta reflectida e fundamentada e sobre a qual ainda não recebemos qualquer resposta do município.

Ainda a elaboração do Manifesto Pró-Desenvolvimento Sustentável, documento orientador da intervenção da AVE no que concerne aquilo que nos parecem ser as opções prioritárias para um concelho social, económico e ambientalmente sustentável.

A participação no Fórum Agenda 21 Local, promovido pelo município em parceria com a Universidade Nova de Lisboa e outras instituições do concelho, no qual podemos afirmar algumas daquelas que considerámos serem as prioridades sócio-ambientais para o concelho.

Ainda a organização de conferências, relativas à floresta, à criação de uma rede ciclável em Guimarães, entre outras.

A participação através de artigos de opinião em jornais locais, assim como noutras instituições sempre que solicitado, enfim, tem enformado uma actividade que não sendo intensa no domínio da mobilização de cidadãos, tem sido a possível face à atrás citada frágil participação nas questões públicas e muitos menos nas ambientais.

Volvidos cinco anos é tempo de prepararmos novas eleições e com elas os novos corpos sociais da AVE. Assim informamos os nossos associados que estão abertas as candidaturas para o biénio 2007-09, devendo eventuais listas candidatas serem remetidas ao presidente da Assembleia-geral até ao próximo dia 31 de Dezembro de 2006, para o

AVE Apartado 73 – 4801 – Guimarães

Obrigado
A Direcção da AVE

Anúncios

Um pensamento sobre “BALANÇO

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s